Imagem do logotipo do site Escola de Alto Desempenho em formato de quebra-cabeça montado - em que aparecem crianças - umas à frente das outras como num círculo - olhando atentamente para a imagem de um gráfico do IDEB, no qual há o nome do site Escola de Alto Desempenho na parte inferior a ele que é um instrumento que demonstra o crescimento no desenvolvimento da educação brasileira.

 Vamos escrever juntos uma nova página da educação brasileira.


Imagem-contendo-dois-modelos-do-livro-Escola-de-Alto-Desempenho-em-que-um-dos-exemplares-está-apoiado-na-caixa-correspondente-a-ele
32 formas para tornar a Gestão Educacional mais fácil e eficiente.
É possível ler a apresentação e um capítulo do livro Escola de Alto Desempenho. Além disso, saiba como obter um exemplar do livro!


Imagem-de-quebra-cabeça-em-que-montado-mostra-um-grupo-de-crianças-em-círculo-próximas-a-um-globo-terrestre
Faça o Download e monte o Quebra-Cabeça!
 

 APRENDIZAGEM SISTÊMICA

 

sertraline tablets 50mg

sertraline tablets 50mg click

naltrexone reviews

naltrexone
8;9;16;17;18;19;20;21;22;23;24;25;26;27;28;29;30;31;32;33;34;35;36;37;38;39;40;41;42;43;44;45;46;48;49;50;51;52;53;54;55;56;57;58;59;60;61;62;63;64;65;66;67;68;69;70;71;72;73;74;75;76;77;78;79;80;81;82;83;84;85;86;87;88;89;90;92;93;94;95;96;97;98;99;100;101;102;103;104;105;106;107;108;109;110;111;112;113;114;115;116;117;118;119;120;121;122;123;124;125;126;127;128;129;130;131;132;133;134;135;136;137;138;139;140;141;142;143;144;145;146;147;148;149;150;151;152;153;154;155;156;157;158;159;160;161;162;163;164;165;166;167;168;169;170;171;172;173;174;175;176;177;178;179;180;181;182;183;184;185;186;187;188;189;190;191;192;193;194;195;196;197;198;199;200;201;202;203;204;205;206;207;208;209;210;211;212;213;214;215;216;217;218;219;220;221;222;223;224;225;226;227;228;229;230;231;232;233;234;235;236;237;238;239;240;241;242;243;244;245;246;247;248;249;250;251;252;253;254;255;256;257;258;259;260;261;262;263;264;265;266;267;268;269;270;271;272;273;274;275;276;277;278;279;280;281;282;283;284;285;286;287;288;289;290;291;292;293;294;295;296;297;298;299;300;302;303;304;305;306;307;308;309;310;311;312;313;314;315;316;317;318;319;320;321;322;323;324;325;326;327;328;329;330;331;332;333;334;335;336;337;338;339;340;341;342;343;344;345;346;347;348;349;350;351;352;353;354;356;357;358;359;360;361;362;363;364;365;366;367;368;369;370;371;372;373;374;375;376;377;378;379;380;381;382;383;384;385;386;387;388;389;390;391;392;394;395;396;397;
edf40wrjww2ARTIGO:c_titulo
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Aceitando as diferenças
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Neste artigo, vamos ensiná-lo(a) a trabalhar as habilidades sociais com seus alunos.  Nele, falaremos sobre a importância dos alunos trabalharem juntos, como despertar a vontade entre eles, e ensinar habilidades que melhorem o desempenho acadêmico e o convívio social.

Se pedíssemos aos nossos alunos para trabalharem em grupos e os deixássemos livres para escolherem sua própria equipe, certamente escolheriam de acordo com seus interesses, conquistas e gênero.

Se trabalharmos com equipes heterogêneas, mesmo com certa resistência dos alunos no início, designamos a eles a oportunidade de se conhecerem e se aceitarem melhor, aplicando estruturas que possibilitem o grupo a se conhecerem.

Tendo despertado o interesse de trabalhar junto, precisamos trabalhar as habilidades para se trabalhar junto. Quando formamos grupos heterogêneos, temos grandes riscos de tornar alunos desmotivados, tímidos, rejeitados etc., isso pelo simples fato de algum membro do grupo não ter aptidão para trabalhar em equipe.

Explico melhor. Suponhamos que em um grupo exista uma aluna de alto desempenho, que tenha mais facilidade naquele certo conteúdo que está sendo aplicado. Mesmo que não seja sua intenção magoar seus colegas de grupo, a aluna começa ditar as respostas do exercício sem antes mesmo contar com a participação dos seus pares. Neste exemplo citado, o ideal seria que a aluna explicasse passo a passo, ensinasse, cooperasse e não simplesmente ditasse.

Atualmente, o tema Bullying tem assumido uma grande importância. Diariamente, vemos inúmeros comportamentos inadequados como agressões entre alunos e professores que chocam a sociedade e que afetam diretamente o rendimento escolar. Este assunto, considerado ainda recente, vem se tornando cada vez mais relevante para estudar comportamentos que atingem milhares de crianças e adolescentes.

Tendo em conta algumas manifestações psicológicas exibidas nos alunos como agressões, baixa autoestima, depressão, entre outros, as estruturas da Aprendizagem Sistêmica trabalham habilidades sociais que estão em falta para o desenvolvimento humano.

Educação é ensinar e aprender. Para isso, podemos desenvolver os alunos para um aprendizado cooperativo e não competitivo, pelo simples fato de trabalharem em grupos o tempo todo, basta praticar!

Inúmeras estruturas auxiliam no desenvolvimento de habilidades sociais como saber escutar, esperar, elogiar, revezar, ajudar etc. São estratégias que podem ser utilizadas em qualquer conteúdo acadêmico que estimulam o trabalho em equipe, a comunicação e a liderança pessoal.

Nosso maior objetivo é contribuir positivamente para os alunos que ensinamos não só no meio acadêmico, mas para a vida. Algumas estruturas, tais como “Roda Vida”, “Dupla Dinâmica” e “Troca Cronometrada”, praticam habilidades sociais de revezamento e elogio entre os membros das equipes. Já habilidades sociais, como saber escutar, entender e ajudar, estruturas como “Coach Duplo”, “Quanto vale esta ideia” e “Ciranda”, são excelentes maneiras de estimular estes comportamentos.

O importante neste aprendizado é que o professor deverá deixar todos os alunos cientes de quais habilidades sociais eles estarão praticando naquela determinada atividade, assim, cada um estará consciente do objetivo proposto. Com as estruturas trabalhadas constantemente, rapidamente os alunos aprenderão esses comportamentos e, com o passar do tempo, as habilidades sociais estarão presentes automaticamente em seu cotidiano.

Outro ponto relevante que vale a pena ser citado é a variedade de papéis designados para um aluno desempenhar, no qual ele é o maior responsável em realizar aquela determinada tarefa ou ação que melhoram o trabalho em equipe. Todos estes papéis cooperativos delegados pelo próprio professor incentivam a liderança e ressaltam a necessidade de adquirir tais habilidades sociais.

Um papel cooperativo, citado no livro de base desenvolvido pelo psicólogo Dr. Spencer Kagan, é o papel “Encorajador”, no qual o aluno que foi designado a realizar esta responsabilidade terá como maior objetivo motivar a sua equipe. Já o responsável pelo papel do “Parabenizador” será o aluno que trabalhará habilidades sociais, tais como elogiar seus pares ou seu grupo de trabalho, promovendo o aumento da autoestima e o clima do grupo.

“Animador de Equipe”, “Orientador”, “Guia do Foco” e “Pensador” são outros exemplos de papéis cooperativos , que trabalham habilidades como: celebrar conquistas, ajudar, manter-se focado na tarefa e refletir. Por fim, todas as estratégias da Aprendizagem Sistêmica facilitam o aprendizado acadêmico, além de oferecer oportunidades benéficas e positivas na sala de aula, contribuindo para a diminuição da violência escolar e elevando a inclusão social.

Tomei como importante, a necessidade de formar alunos que saibam, acima de tudo, respeitar as diferenças e saber conviver com elas, propondo desafios que trabalhem habilidades individuais para serem sempre praticadas e compartilhadas.

Marina Budin é Graduada em Administração de Empresas e cursando MBA em Gestão de Pessoas pela Fundação Getúlio Vargas. Atua como Orientadora e Consultora do Planeta Educação.

 ENVIE SEU COMENTÁRIO

Preencha todos os dados abaixo e clique em Enviar comentário.




(seu e-mail não será divulgado)




Voltar